A Guia Recomenda: The Slow Bakery

A The Slow Bakery, localizada na Rua São João Batista, 93, em Botafogo, já havia chamado a minha atenção na rede social pelos pães e o design do local. Então, resolvi conferir.

 

Na The Slow Bakery, a minha experiência não poderia ter sido mais positiva. Além de experimentar o maravilhoso cardápio, desfrutei de um ambiente tranquilo, aconchegante e com uma decoração divina! 

The Slow Bakery. Foto: Juliana Fiúza

 

 

A padaria existe há algum tempo, mas a fábrica e café vai completar um ano em abril. O local era uma antiga oficina que acabou virando esse ambiente charmoso. O Rafael é o dono e padeiro, abriu o local junto com a esposa, e em parceria com os amigos que fazem parte da equipe, fizeram o design do local que aproveitou algumas instalações antigas da oficina, sem deixar de ganhar um ar contemporâneo com a mistura de madeira e metal.

 

The Slow Bakery. Foto: Juliana Fiúza

 

Toda terça-feira há uma feirinha de produtos orgânicos, a partir das onze horas da manhã,  produzidos por pequenos agricultores e produtores artesanais. A The Slow Bakery também produz seu cardápio, quando não usam ingredientes próprios, com os produtos desses agricultores. Eles usam ovos e queijos de um produtor da Serra da Mantiqueira, em uma eficiente forma de incentivar seu trabalho.  

Quando a padaria não está muito movimentada, os pedidos são feitos diretamente no balcão. Lá eles anotam sua mesa e você pode ficar com a conta aberta e consumir o que quiser, até quando quiser. Enquanto espera seu pedido ficar pronto, você pode experimentar a água da casa, que fica disponível num filtro, no balcão, o tempo inteiro e está sempre gelada. 

 

The Slow Bakery. Foto: Juliana Fiúza

 

A fermentação do pão é trinta horas, reduzindo o açúcar e garantindo a qualidade. Há também uma atenção com o excelente atendimento aos clientes, se colocam a disposição de fazer alterações no produto que for ser consumido, caso o cliente seja vegano. Dos itens do menu, os mais pedidos são pão na chapa e pink lemonade. Os dois últimos foram os que eu escolhi, sem até saber que eram os mais pedidos, e não me arrependi. Além do preço excelente, a pink lemonade e o pão na chapa ganharam o meu coração. 

 

The Slow Bakery. Foto: Juliana Fiúza

 

Fica a recomendação para quem quiser conhecer e se deleitar das gostosuras da The Slow Bakery. Com certeza, tive uma tarde maravilhosa lá. Se quiser conferir mais sobre o trabalho deles, os grãos, os pães e também sobre a história, segue o site: https://www.theslowbakery.com.br/

 

Facebook Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *